Museu de Arte da Pampulha (MAP)

map

O Museu de Arte da Pampulha (MAP) encontra-se em uma edificação projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer para abrigar um cassino, fechado em 1946. Funciona como museu desde 1957, tendo como enfoque principal arte contemporânea. Integra o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, estando à beira da lagoa, cercado por belos jardins, paisagismo de Burle Marx. Apesar de possuir um acervo de aproximadamente 1.400 obras, poucas destas estão em exposição permanente (a maioria esculturas), sendo as coleções mostradas em exibições temáticas, de tempos em tempos. Por ser, basicamente, um espaço de exposições temporárias, o interesse infantil no conteúdo vai variar de acordo com a mostra vigente. O museu promove exposições, oficinas e outras atividades para o público infantil. Possui uma biblioteca aberta aos visitantes, bem como apresentações musicais dentro do projeto “Música no Museu”, que acontece na segunda quarta-feira de cada mês, no auditório do MAP, às 21h, com ingressos a preços populares.

Endereço e Telefone
Av. Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha. (31) 3277-7443.

Endereços eletrônicos
www.pbh.gov.br/cultura
Site do Museu
Programação do museu

Horário de Funcionamento
3ª a Domingo, de 9h às 19h.

Ingressos
Entrada gratuita. Projeto “Música no Museu” pago, com ingressos a preços populares.

Estacionamento e Segurança
O museu possui uma pequena área de estacionamento, ao redor da via que circula o seu jardim. Esta via possui boa acessibilidade, apesar do aclive acentuado. A segurança na região é ruim. Durante a semana, o entorno do museu é bastante ermo. Como é permitido parar na entrada do museu para desembarque, esta é a situação recomendada: desembarcar as crianças e seus pertences e estacionar depois. A visita requer, portanto, mais de um adulto presente. No caso de idosos e pessoas com deficiência, é possível solicitar ao museu por telefone que reserve vaga, demarcada com um cone.

Acessibilidade na Edificação e Carrinho de Bebê
O MAP é acessível e carrinhos de bebê são permitidos. Tanto os jardins, quanto os andares do museu, possuem rampas bem inclinadas, mas nada que prejudique ou impeça a visitação.

Infraestrutura para os bebês
Não possui espaço família, nem trocador, tampouco banheiro acessível. Não é possível entrar com carrinho de bebê no banheiro, cuja porta é bem estreita. O ideal é que a visitação seja realizada com mais de um adulto presente. Na parte de trás do museu possui uma ampla sala com poltronas e mesas. Esta sala pode ser utilizada pelos visitantes, sendo um possível local para alimentação dos bebês. Entretanto, este mesmo espaço é utilizado por oficinas e exposições temporárias, portanto, nem sempre estará disponível. Além disto, não foram identificados bancos/cadeiras em outros locais do museu.

Temperatura
Temperatura ambiente agradável, naturalmente ventilada, sem ar condicionado.

Fotografias e Filmagem
Permitido fotografar, sem flash. Proibido filmar.

Lanchonete
Não possui.

Loja
Não possui.

Wi-fi
Possui wi-fi gratuito, dentro do projeto BH Digital.
Clique para ler o post “Wi-fi gratuito: BH Digital”.

 

Observação: Esta visita faz parte da pesquisa intitulada “Acessibilidade e Infraestrutura em Museus e Espaços Culturais para Famílias com Lactentes” e seus resultados estarão disponíveis futuramente no site www.acrochaveiga.com.br

Crédito imagem: Trip Advisor